Pular para o conteúdo

Conheça mais sobre a Copa das Nações da África

    Conheça mais sobre a Copa das Nações da África

    A Copa das Nações da África confunde-se com a história de libertação e luta do povo africano. É a principal competição realizada por seleções do continente africano.

    Você que gosta de futebol, já deve ter acompanhado a competição. Que tal conhecer um pouco mais sobre ela? Toda sua história, como ela surgiu?

    Fique conosco e saiba tudo sobre a Copa das Nações da África!

    Qual a história por trás da Copa das Nações da África?

    Como dito no início do nosso texto, o torneio da Copa das Nações da África confunde-se com descolonização e a história do continente africano. Ela foi criada no ano de 1957, um ano após a criação da Confederação Africana de Futebol (CAF).

    Em sua primeira edição, participaram apenas os 4 países que fundaram justamente a confederação. Foram eles: África do Sol, Egito, Etiópia e o Sudão. A África do sul também quis participar naquele mesmo ano, com a condição de enviar apenas uma equipe de brancos para o torneio.

    A própria CAF desqualificou a equipe na época.

    Saiba mais: Conheça o site Oficial da CAF

    Assim, conforme as guerras de libertação foram acontecendo, o torneio começou a se tornar mais popular, com mais times, a partir da década de 60. Os países que iam ganhando sua independência foram se juntando a federação, que já no ano de 1962, contava com 9 times. Em 1972, 10 anos depois, já eram mais de 10 times qualificados.

    Na década seguinte, em 1980, um fato curioso aconteceu: a seleção de Camarões chegou a 3 finais consecutivas, vencendo duas edições e perdendo uma, marcando uma certa superioridade na época.

    No ano de 1996, a África do Sul, então desqualificada para participar do torneio retornou para a competição. A 20ª edição foi sediada pelo país, que se consagrou campeão.

    Por fim, no ano de 2010, foi anunciado pela CAF, a mudança nos anos de realização do torneio. Eles são realizados agora em anos ímpares, para evitar qualquer possibilidade de cair em ano de copa do mundo. Contudo, somente a partir de 2013, que tudo isto foi colocado em prática.

    Em 2015, guerras civis, o vírus ebola e atentados terroristas acabaram tendo muita influência no desenrolar da competição, tanto nas fases eliminatórias, quanto nas fases finais do torneio.

    Copa das Nações da África: curiosidades desde sua primeira edição

    A Copa das Nações  da África coleciona muitas curiosidade e muita história. Dessa forma, juntamos acontecimentos históricos que ocorreram em algumas de suas edições.

    Primeira edição – Ano de 1957, Egito campeão em vitória sobre o Sudão

    O Egito foi o país escolhido como sede da primeira copa. O país crescia muito na época, ainda mais quando Gamal Abdel Nasser assumiu a presidência, um ano antes. Contudo, concentrado justamente neste crescimento e nacionalização do Canal de Suez, o governo da época achou melhor transferir a sede do evento para o Sudão, país já independente.

    Neste primeira edição ficou marcado também a desclassificação da África do Sul, que deu vaga diretamente na final para a equipe do Sudão.

    Vigésima edição – Ano de 1996,  África do sul campeã com vitória sobre a Tunísia

    Após décadas de sanções por conta da sua política, a África do Sul finalmente participou de uma fase final da Copa Africana de Nações. Assumiu o posto do Quênia, que desistiu do torneio por conta de problemas financeiros. Ao todo, foram 15 países participantes, com a estreia de Angola, Libéria e a propria África do Sul.

    Na decisão, a equipe vence por 2 a 0, com dois gols de Williams.

    Vigésima quinta edição – Ano de 2006,  Egito novamente campeão com vitória sobre a Costa do Marfim

    O ano de 2006 foi particularmente, foi um ano delicado para o Egito. O então governante Hosni Mubarak enfrentava pressão internacional por ter tomado algumas decisões erradas no governo. Na onda da vitória do time na Copa das nações da África, o próprio governante decretou feriado nacional, e no dia seguinte a decisão e ligou pessoalmente para o então técnico do time, o Egípcio Hassan Shehata.

    Vigésima sexta edição – Ano de 2008, Egito campeão com vitória sobre a seleção de Camarões

    A copa das nações da África foi de longe, a com mais “aspectos históricos para o país”. Ela ajudou a reconciliar etnias segregadas. A costa do Marfim, em guerra civil desde 2002, realizou um trégua no confilto para participação no mundial. Diante disso, abriu caminho para um cessar fogo.

    O tratado de paz foi assinado em 2007, porém foi ratificado três meses depois, nas eliminatórias da Copa Africana. Pela primeira vez na história, exércitos inimigos se reuniram. Drogba, jogador que mais lutava pela paz na época, ainda anotou um gol

    Relacionado: Tudo sobre a liga dos campeões 2022 2023

    Quem são os maiores campeões da Copa das nações da África?

    A seleção de Senegal ficou com o título em 2022. Bateu a equipe do Egito por 2 a 0, vencendo o torneio pela primeira vez. A lista com os maiores campões é a seguinte:

    Egito: 7  títulos(1957, 1959, 1986, 1998, 2006, 2008, 2010)

    Camarões: 5 títulos (1984, 1988, 2000, 2002, 2017)

    Gana: 4 títulos (1963, 1965, 1978, 1982)

    Nigéria: 3 títulos (1980, 1994, 2013)

    Costa do Marfim: 2 títulos (1992, 2015)

    Argélia: 2 títulos  (1990, 2019)

    República Democrática do Congo: 2 títulos (1968, 1974)

    Zâmbia: 1 título (2012)

    Tunísia: 1 título (2004)

    Sudão: 1 título (1970)

    Etiópia: 1 título (1962)

    Marrocos: 1 título (1976)

    África do Sul: 1 título (1996)

    Congo: 1 título  (1972)

    Senegal: 1 título (2022)

    Copa das nações da África 2023: datas alteradas e mudanças

    O local sede da próxima edição da Copa das Nações da África, a Costa do Marfim, sofre com fortes chuvas no período escolhido para a realização da competição. Dessa forma, a CAF resolveu mudar as datas para realização do torneio, adiando-o para o início de 2024.

    Estas alterações já ocorrem desde o ano de 2018, quando a própria entidade alterou as datas do evento. O torneio é realizado tradicionalmente, entre junho e julho. Camarões, inclusive, pediu também alterações em relação as chuvas, no ano de 2021 e foi atendido na época.

    Está será a segunda vez que a Costa do Marfim é sede da competição. A primeira vez foi em 1984. Além disso, 4 novos estádio estão sendo construídos para a competição; enquanto todos os outros existentes, estão passando por reformas.

    A organização espera novamente um grande espetáculo, com equipes empenhadas em vencer e tornar a competição cada vez mais popular.

    “Não podemos arriscar tudo por conta de um dilúvio”, disse o presidente da CAF.

    E aí, você vai acompanhar a Copa das Nações da África em 2024? Qual sua expectativa para a competição?

     

    (Visited 130 times, 1 visits today)