A Amazon acaba de anunciar o AWS DeepComposer, um teclado musical feito especialmente para aprimorar o machine-learning e enriquecer o conhecimento de desenvolvedores. O produto consiste em um teclado de 32 teclas, que funciona como uma ferramenta de experimentação.

Ele pode ser usado para tocar uma melodia qualquer e, com ajuda da ferramenta da Amazon, o DeepComposer, ele criará novas composições. O foco da Amazon é tornar o produto atrativo para desenvolvedores que querem experimentar com machine-learning e aprender a dominar sistemas de inteligência artificial.

Algoritmos podem ser treinados para acrescentar elementos sonoros que combinem com melodias já prontas. É possível, por exemplo, criar arranjos instrumentais por cima dessas melodias, transformando uma simples base em uma música inteira. Durante um teste demonstrativo, a Amazon mostrou uma inteligência artificial criando uma versão em rock de “Ode a Alegria”, de Beethoven, após ser instruída a acrescentar guitarras elétricas, bateria e baixo à melodia.

Como lembra o Engadget, essa não é a primeira ferramenta da Amazon criada para ajudar desenvolvedores a melhor compreender e trabalhar com machine-learning. Em 2017, a empresa de Jeff Bezos também lançou uma ferramenta chamada DeepLens, uma câmera de 249 dólares focada no uso de machine-learning para aprimorar lentes de câmeras.

O teclado custará 99 dólares. Desenvolvedores poderão, porém, utilizar teclados virtuais, em vez de comprar o físico da Amazon. Apesar disso, o serviço de experimentação e criação de novas músicas não será gratuito para sempre. A Amazon oferece um plano de três meses sem custos, para experimentação. Depois disso, porém, o DeepComposer custará U$ 1,26 por hora.

Fonte: B9

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.