A obra ‘Fake Fiction’ reúne 36 autores para discutir o momento atual do Brasil. Financiamento ainda tem 50 dias para atingir sua meta.

A Dublinense lançou o seu primeiro financiamento coletivo no Catarse. A obra Fake Fiction – Contos sobre um Brasil onde tudo pode ser verdade é uma coletânea com 36 autores discutindo a política recente no país e vislumbrando possíveis futuros, com alguns absurdos reais e outros apenas imaginados. “No momento em que a verdade nos foi tomada de assalto, nós juntamos um time de ficcionistas para roubá-la de volta”, explicam Julia Dantas e Rodrigo Rosp, os organizadores do livro. Entre os nomes selecionados, estão autores como Adriana Lisboa, Carlos André Moreira, Carlos Eduardo Pereira, Claudia Nina, Clarice Müller, Itamar Vieira Júnior, Luisa Geisler, Taiasmin Ohnmacht e Vitor Necchi. Os textos foram organizados em uma linha de tempo, que começa nas manifestações de 2013, passa pelo impeachment, pelo pré e pelo pós-eleições, envereda pelos dias do governo atual e imagina o que pode acontecer no Brasil dos próximos anos. O financiamento faz ainda uma homenagem a grandes figuras históricas dos movimentos sociais brasileiros, batizando cada opção de apoio com o nome de uma personalidade, como Olga Benário, Chico Mendes, Vladimir Herzog, Dandara, Paulo Freire e Marielle Franco. No total, são 17 modalidades de financiamento e as recompensas, além do exemplar do livro, incluem ecobags, adesivos, participação em lista exclusiva de novidades. Para apoiar o projeto, que até o momento arrecadou 21% da meta de R$ 17 mil, é só clicar aqui.

Fonte: Publish News

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.