Este post faz parte do RD Summit Live Show, a cobertura completa do RD Summit 2019. Além de artigos, teremos entrevistas com palestrantes, fotos, vídeos e mais durante os três dias de evento. Visite a página da cobertura e fique por dentro de tudo!


Rafael Rez é um dos maiores nomes do Marketing de Conteúdo do Brasil, e neste ano decidiu trazer para o RD Summit uma palestra com dicas práticas para planejamento e gestão de estratégias de conteúdo. 

No início, dedicou sua apresentação às equipes das três empresas em que atua: Web Estratégica, Nova Escola de Marketing e Monetizze, citando a importância de contar com um time qualificado para tirar qualquer estratégia do papel com sucesso. 

O palestrante apresentou quais são, na sua opinião, os maiores desafios que os profissionais de conteúdo enfrentam atualmente na hora de planejar ações:

  • Os consumidores estão cada vez mais “vacinados” contra e-Books e downloads, fugindo das ofertas mais tradicionais;
  • As empresas estão muito focadas no curto prazo, precisando de resultados rápidos, enquanto uma estratégia de conteúdo leva mais tempo para surtir efeito e trazer números;
  • Vivemos em uma época com muita tecnologia envolvida nas ações de marketing, o que aumenta constantemente a complexidade do ambiente digital;
  • Por fim, muitas empresas querem estratégias completíssimas, o “premium gourmet”, segundo Rez, mas não se preocupam em garantir o básico bem feito.

Por conta desses entraves, Rafael Rez contou que desenvolveu um método de 7 etapas  para planejar e gerir conteúdo, com base na sua atuação com clientes de consultoria. A seguir, confira em detalhes a metodologia.

Rafael Rez, durante palestra no RD Summit 2019

7 etapas para planejamento e gestão de conteúdo 

1. Objetivo Estratégico

“Para quem não sabe onde quer chegar, qualquer lugar serve”. Relembrando essa máxima, Rafael Rez mostrou que o primeiro passo de qualquer estratégia de marketing de conteúdo precisa ser a definição do objetivo. E, para além das metas SMART, já muito conhecidas no meio, nenhum objetivo funciona sem o cliente em primeiro lugar. 

Ele usou o termo “clientecentrismo”, uma versão brasileira da expressão Customer Centric, explicando que é preciso ter clareza sobre o que é o produto ou serviço a ser vendido, por que a empresa deseja vendê-lo e que público quer atingir. Parece básico, e é mesmo. 

2. Personas reais 

“Criar personas é papel de artistas, nós somos profissionais de Marketing. Persona não se cria, se documenta”. 

Enfático, Rafael Rez afirmou que as personas precisam ser documentadas com base no comportamento real dos clientes, e a melhor forma para conseguir essa informação é indo direto até a fonte. 

Para ter um bom perfil de persona para orientar a estratégia de conteúdo, descubra:

  • Quem é a sua persona;
  • Quais informações ela deseja encontrar;
  • O que ela precisa, de fato;
  • Como chamar a atenção dela. 

Rez sugere que cada empreendedor pegue o telefone e ligue para, pelo menos, 5 clientes. Durante a conversa, com escuta ativa, perceber por que ele não comprou com a concorrência, como a empresa foi capaz de gerar segurança e como o produto ou serviço vendido torna a vida dele melhor. 

Também vale a pena entender de que forma seus conteúdos podem ajudar o cliente a tomar melhores decisões e a fazê-los sorrir. 

3. Documentar a Jornada do Cliente

É necessário mapear por quais etapas um cliente passa até chegar em cada ação da sua empresa, seja um conteúdo, uma oferta, o site, até o próprio momento de compra. 

Levante os pontos de contato, os canais e os aspectos emocionais que influenciam a decisão de compra. Nesse momento, Rez cita o livro Previsivelmente Irracional, de Dan Ariely, que mostra que os seres humanos tomam suas decisões no subconsciente, e apenas as justificam no campo da consciência.

4. Produção de conteúdo

Entrando na produção de conteúdo, Rez compartilha dicas de seu checklist básico para avaliar a qualidade de um conteúdo, levando em conta que o Brasil é um país mobile first:

  • Orientado às tarefas;
  • CTA óbvio; 
  • Simples de compartilhar;
  • Carregamento rápido;
  • Ser esteticamente confortável para leitura;
  • Elementos distantes, para evitar cliques no lugar errado;
  • Sem popups e distrações que se sobreponham ao texto.

Para determinar se um conteúdo é útil, Rez afirma: “As pessoas querem resolver os problemas delas. Ajude isso a acontecer”.

5. Calendário Editorial 

Para organizar a estratégia de conteúdo, Rafael Rez sugere um material, produzido em parceria entre a RD e o Mundo do Marketing.  Você pode fazer o download abaixo:


{{options}}{{/options}}{{/isSelect}}

Fonte: Resultados Digitais

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.