O senador Jean Paul Prates (PT-RN) registrou nesta quarta-feira (6) em Plenário a instalação, no dia anterior, de comissão temporária externa para acompanhar as ações de enfrentamento às manchas de petróleo no litoral brasileiro e seus desdobramentos. Designado relator, será de Jean Paul a responsabilidade de emitir o parecer ao final dos trabalhos. Mais de 300 localidades na Região Nordeste já foram atingidas, sendo que 4,5 mil toneladas de óleo já foram retiradas, grande parte graças ao trabalho voluntário.

De acordo com o parlamentar, com a criação da comissão externa o Senado demostra atenção especial para tratar da problemática social e econômica causada pelo acidente. Salientou que o trabalho do colegiado terá três eixos principais de investigações: identificar o poluidor, o responsável pela chegada do petróleo à costa e a quem cabem as indenizações e compensações.

— Amanhã já estamos saindo para visitas técnicas, diligências e conversas com os órgãos ambientais locais, governos, Defesa Civil, enfim todas as forças-tarefa que estão atuando nos estados de Pernambuco e do Rio Grande do Norte. (…) Tenho pedido a todos os locais que guardem as suas notas fiscais e façam os registros de seus custos, porque, de fato, esta é uma responsabilidade que caberá ao governo, e nós estaremos totalmente abertos aqui a essas discussões —  afirmou Jean Paul.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: Senado Federal

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.