Segundo dados da Apptopia, o aplicativo do Nubank foi baixado 18 milhões de vezes no ano passado, superando, por exemplo os três principais bancos digitais da Europa – Monzo, Revolut e N26 combinados.

O Nubank também se destaca em outras comparações com os neobanks citados. Os usuários ativos mensais do Nubank aumentaram mais de 200% no mesmo período, o que é mais do que qualquer outro neobank, além do Monzo.

Recentemente, o Nubank foi avaliado em US$ 10 bilhões, tornando-o o neobank de maior valor no mundo – seu rápido crescimento pode ser atribuído a vários fatores:

Para relembrar, o Nubank inicialmente oferecia apenas um cartão de crédito sem taxa, que ganhou força bem rapidamente no Brasil e o tornou o 5º maior emissor de cartão de crédito no país. Desde então, o banco expandiu suas ofertas, adicionando empréstimos pessoais e um cartão de débito com saques em caixas eletrônicos vinculados à NuConta, sua conta de poupança digital.

O banco digital também está planejando uma expansão internacional para atender às necessidades de outros mercados da América Latina, incluindo o México – onde recentemente o Nubank abriu um escritório sob a subsidiária “Nu” – e a Argentina, onde também planeja lançar um escritório até 2020 com 300 funcionários, que servirá como um centro de tecnologia.

Fonte: B9

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.