Mesmo em recuperação judicial, Saraiva vai pagar dividendos aos seus acionistas

Ao todo, serão distribuídos R$ 5,8 milhões entre os sócios da empresa. E mais: nesta quinta, empresa faz assembleia para discutir a possibilidade de aumento de capital.

A Saraiva realiza, nesta quinta-feira (31), uma assembleia geral extraordinária (AGE) para discutir, entre outros assuntos, a possibilidade de aumento do seu capital em até R$ 66 milhões.

A medida, segundo explica a empresa, “visa promover as alterações estatutárias necessárias ao cumprimento das obrigações previstas na cláusula 11.6” do seu plano de recuperação judicial. A referida cláusula diz respeito à possibilidade de fornecedores transformarem parte de seus créditos em ações.

É amanhã também que a empresa paga a seus acionistas parte dos dividendos de R$ 5,8 milhões. O pagamento tinha sido decidido em abril do ano passado, antes, portanto do pedido de recuperação judicial. Em dezembro, já com o pedido em curso, foi suspenso.

Com a aprovação do plano de recuperação judicial, a empresa entendeu que os acionistas são credores quirografários, portanto, têm direito a sacar até R$ 10 mil agora. É o que colocarão no bolso por enquanto.

Os que fizeram jus a valor superior a esse, receberão o saldo da seguinte maneira: 5% pagos em parcelas durante 14 anos e os 95% restantes serão pagos em parcelas trimestrais que começarão a ser efetuadas depois dos fim do pagamento dos 5% citados acima.

Fonte: Publish News

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.