Visita tem finalidade de tratar da melhoria dos acessos aeroportuários e portuários do local

 

WhatsApp Image 2019 10 25 at 18.13.33

 

O secretário-executivo do Ministério da Infraestrutura, Marcelo Sampaio, visitou, nesta sexta-feira (25), o Centro de Lançamento de Alcântara, a segunda base de lançamento de foguetes da Força Aérea Brasileira. O centro está situado no município de Alcântara, a 32 km de São Luís, capital do Maranhão (MA). A equipe do ministério cumpriu uma série de agendas no estado, como a cerimônia de liquidação da Companhias Docas do Maranhão (CODOMAR) e visitas ao Porto de Itaqui e ao Terminal Marítimo de Ponta da Madeira.

A ideia da visita ao centro de lançamento foi conhecer o local e tratar da melhoria dos acessos, como a abertura do aeroporto de Alcântara, hoje aeródromo, e ampliação do porto de Alcântara. Incrementar a infraestrutura seria a base inicial para que novo contratos sejam firmados, possibilitando o crescimento e aproveitamento ideal do centro que, com localização privilegiada a nível mundial para lançamentos espaciais, possui grande potencial para atrair investimentos e gerar desenvolvimento para a região.

“Há um conjunto de grandes ações que envolvem o estado brasileiro para o pleno funcionamento do Centro de Lançamento e o Ministério da Infraestrutura será um importante parceiro nesse processo”, afirmou Sampaio.

“Esperamos que o ministério possa contribuir com a sedimentação da infraestrutura regional. A gente acredita que a implantação do Aeroporto Internacional de Alcântara e do nosso porto vai fazer com que essa região entre no cenário mundial com o destaque que merece”, observou o Coronel Marco Antônio Carnevale, diretor do Centro de Lançamento de Alcântara.

Alcântara

O centro é visto como estratégico devido a sua localização, estabilidade geológica e regularidade climática. Além disso, tem potencial de, pelo menos, seis sítios de lançamento. Atualmente, há apenas um sítio operacional. A importância do local foi ratificada, nesta semana, após a Câmara dos Deputados aprovar projeto de decreto legislativo, fruto de um acordo assinado pelos presidentes Jair Bolsonaro e Donald Trump. O pacto permite que os Estados Unidos usem o espaço brasileiro para fazer lançamento de foguetes, com fins pacíficos, a partir do centro espacial. Em contrapartida, o Brasil receberá remuneração pela disponibilização do local. A matéria segue, agora, para o Senado Federal.

 

Foto: Alberto Ruy/Minfra

 

Assessoria Especial de Comunicação

Ministério da Infraestrutura

 

Fonte: Governo Federal

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.