Mercado de agências de comunicação se movimentou no último mês. A Texto & Ideias fechou parceria com a Agência 380 Volts para atendimento de duas contas. Sediada no interior de São Paulo, a Sky Comunicação comemorou a chegada de mais um cliente

Parceria entre agências

A união faz a força. E isso serve até para o setor de agências de comunicação. Em setembro, duas empresas anunciaram parceria para o atendimento de dois clientes do ramo educacional. Desde as últimas semanas, Texto & Ideias e a Agências 380 Volts compartilham os cuidados das contas da Fundação Polisaber e do Cursinho da Poli. A primeira fica responsável pela assessoria de imprensa. A segunda cuida das ações de marketing, promoção e publicidade. Na parte de assessoria dos clientes, a Texto & Ideias tem na linha de frente do atendimento a dupla antoniomafra@textoseideias.com.br e eduardomicheletto@textoseideias.com.br.

Cliente novo no interior de SP

Também em setembro, as novidades na área de agências não se resumiu à parceria de Texto & Ideias e Agências 380 Volts. Baseada em Ribeirão Preto, cidade do interior de São Paulo, a Sky Comunicação e Eventos também se movimentou. Desde o mês passado, a agência apresentou mais um cliente ao mercado. A empresa começou a cuidar da comunicação do Conselho Regional de Psicologia da 17ª Região (CRP/RN). A entidade representativa da psicologia e do exercício da profissão de psicólogo no Rio Grande do Norte. Para o atendimento à imprensa do CRP/RN, a agência escalou Caio Oliveira (caio@skycomunicacao.jor.br).

“Estamos entusiasmados com o desafio de posicionar o CRP/RN entre seus públicos de interesse e de contribuir para o compartilhamento de suas mensagens, fortalecendo sua imagem e reputação. Nosso diferencial é contar com uma associação sinérgica de disciplinas ligadas a comunicação organizacional”, comenta Eduardo Schiavoni, diretor-executivo da Sky Comunicação e Eventos.

 

Fonte: Comunique-se

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.