A Comissão de Fiscalização e Controle (CTFC) vai discutir com o poder público, sociedade organizada e representantes de instituições sobre as perspectivas e desafios dos negócios de impacto social. A audiência pública, solicitada pelo senador Rodrigo Cunha (PSDB-AL), será na quinta-feira (3), às 10h.

Para o senador, os negócios de impacto social têm a missão explícita de gerar benefícios sociais ou ambientais, assumindo um importante papel para a realização de uma transformação social, além de produzir bons resultados financeiros.

Rodrigo Cunha destaca ainda que esse modelo de negócio está em ascensão e pode servir como alternativa para empreendedores que querem promover mudanças sociais em consonância com a busca pelo lucro.

“É importante que se crie no Brasil uma política pública que incentive e estimule o surgimento de novos negócios que tenham como missão a transformação da sociedade, além da melhoria do ambiente empresarial”, pontuou o parlamentar.

Foram convidados para a reunião o membro do Conselho de Governança do Grupo de Institutos Fundações e Empesas (Gife), Fábio Deboni; o vice-diretor da Escola de Direito da Fundação Getúlio Vargas (FGV) do Rio de Janeiro, Antônio José Maristrello Porto; e a chefe do Departamento de Gestão Pública de Municípios e Inclusão Produtiva do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Daniela Arantes Alves Lima.

Também devem participar do encontro representantes do Ministério da Economia, do Instituto Brasileiro de Desenvolvimento Econômico e Social, da Vox Capital, da Artemisia, da Yunus Negócios Sociais Brasil e do Instituto de Cidadania Empresarial.

A audiência será na sala 6 da Ala Nilo Coelho.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: Senado Federal

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.