Ao lado do selo Demônio Negro, Marcelino Freire propõe que os autores terminem seus projetos

Marcelino Freire | © Mario Miranda Filho

O escritor Marcelino Freire e o editor Vanderley Mendonça, do Selo Demônio Negro, prepararam uma série de quatro encontros para escritores que tenham em casa uma obra quase pronta, mas que está parada ou aguardando ajustes. O projeto Toma que o livro é teu, idealizado por Marcelino, tem como objetivo facilitar o “nascimento” de obras em prosa ou poesia, abreviando também a distância entre a entrega dos manuscritos à editora e a posterior edição. Para esta edição do projeto, 15 originais serão selecionados entre os inscritos. Na primeira etapa da vivência, Marcelino Freire acompanhará o fluxo criativo dos escritores participantes com dicas de escrita, supervisão e releituras. Na segunda, ao lado de Vanderley Mendonça, os participantes aprenderão como diagramar, costurar e fazer as capas de seus livros, acompanhando todo o processo de produção editorial, inclusive a impressão. Os encontros acontecerão ao longo de quatro finais de semana alternados, entre outubro e novembro, no Núcleo de Intercambio de Permacultura e Artes (Sítio das Figueiras – Porangaba / SP). Ao final do processo, ou seja, no fim de semana de 23 e 24 de novembro, cinco livros de cada autor serão produzidos com a chancela da Demônio Negro. Cada participante terá direito ainda a mais 15 livros, que serão entregues posteriormente à imersão. As inscrições devem ser feitas até 23 de setembro pelo e-mail sitio.figueiras@gmail.com.

Fonte: Publish News

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.