EUA: Associação de Livreiros critica Amazon por quebrar embargo da obra ‘The Testaments’

Varejista enviou o livro para seus clientes uma semana antes do combinado e irritou diversas livrarias independentes

Nas livrarias dos EUA, a aguardada continuação de O conto da aia (Rocco), The testaments, escrita por Margaret Atwood, estava sob embargo a próxima esta terça (10), mas isso não impediu que a Amazon o vendesse exemplares da obra com uma semana de antecedência. A violação, que aconteceu na última terça (3), irritou diversas livrarias independentes que foram para as redes sociais reclamar sobre o ocorrido. A Associação Americana de Livreiros (ABA) divulgou uma declaração condenando a varejista e expressou sua “forte decepção com relação a essa flagrante violação do protocolo acordado ao divulgar este livro ao público”. Em um comunicado enviado à Publishers Weekly, a Amazon reconheceu que, sem intenção, enviou alguns livros antes da data de venda. “Devido a um erro técnico, um pequeno número de clientes recebeu inadvertidamente cópias de The testaments, de Margaret Atwood”, afirmou o comunicado. “Pedimos desculpas por esse erro; valorizamos nosso relacionamento com autores, agentes e editores e lamentamos as dificuldades que isso causou a eles e aos nossos colegas livreiros”. Antes da quebra do embargo, a ABA já estudava alternativas para pressionar a Amazon e fazer com que suas práticas de negócios sejam investigadas.

Fonte: Publish News

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.