O YouTube removeu mais de 100 mil vídeos e 17 mil canais de sua plataforma desde que a empresa implementou uma nova política de conteúdo em junho. De acordo com o próprio YouTube, esses números são 5 vezes maiores que os resultados obtidos no último trimestre da empresa.

Os conteúdos excluídos foram considerados “estimulantes do discurso de ódio e perigosos para a plataforma”. Além dos vídeos, mais de 500 milhões comentários considerados “odiosos” também foram removidos.

Alguns desses canais, vídeos e comentários eram antigos e foram encerrados após a alteração da política. Ainda assim, segundo a empresa: “Aproximadamente 80% desses vídeos com sinalização automática foram removidos antes de receberem uma única visualização no segundo trimestre de 2019”, explica.

Embora os número sejam bem expressivos, ainda é difícil avaliar a real quantidade de materiais com discurso de ódio no YouTube, uma vez que mais de 500 horas de vídeo são enviadas para a plataforma a cada minuto.

A remoção de vídeos com discurso de ódio é apenas um passo que o YouTube executa para combater muito do conteúdo problemático em sua plataforma. A empresa deve divulgar mais informações nos próximos meses sobre outras três etapas da nova política, que incluem a redução da disseminação de conteúdo e a recompensa para criadores de conteúdos positivos por meio de privilégios nos anúncios.

Fonte: B9

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.