O secretário-geral da OAB nacional, Ary Raghiant Neto, se
reuniu com o senador Antonio Anastasia (PSDB-MG) para discutir o Projeto de Lei
da Câmara (PLC) 120/18 que trata da isenção de custas processuais nas execuções
de honorários advocatícios. O encontro teve a participação do conselheiro federal e presidente da Comissão Especial de Acompanhamento Legislativo da OAB nacional, Joel Moreira, e foi nesta terça-feira (13), na sede da
Ordem, em Brasília.

De acordo com Ary Raghiant, o Conselho Federal está
empenhado na aprovação desse projeto, na medida que se aprovado e transformado
em lei, permitirá que todos os advogados brasileiros não se submetam ao pagamento
de custas processuais nas execuções dos honorários, sejam eles contratuais ou
sucumbenciais. “Esse é um alívio no bolso do advogado, na compreensão de que
neste momento de crise financeira há dificuldade para toda as partes, inclusive
para o advogado que trabalha, não é remunerado, e se vê obrigado a ir a juízo buscar
o seu direto”, afirmou.

O PCL 120/18 foi aprovado pela Câmara dos Deputados e está em
tramitação na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado Federal.
O senador Antonio Anastasia é o relator do projeto. Em caso de aprovação, o
projeto altera o Código de Processo Civil instituído pela Lei 13.105/15. 

Fonte: OAB

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.