Livro do escritor português Francisco José Viegas chega ao Brasil. Na obra um detetive tem que descobrir o que une dois corpos encontrados em lugares diferentes

Dez anos após ter sido publicado em Portugal e traduzido na Itália, Colômbia, México e França, o livro O mar em Casablanca (Gryphus, 254 pp, R$ 49,90), do escritor português José Viegas, chega ao Brasil. O romance reúne em suas páginas episódios de vingança, homicídios, comidas, paisagens e personagens misteriosos. Como em toda obra policial que se preze, há duas mortes para serem resolvidas: a de um jornalista, no Vidago, e a de um empresário angolano numa quinta do Douro. A investigação fica a cargo do detetive Jaime Ramos, personagem cheio de humor, cético e um pouco melancólico, figura central em outros romances do autor. Jaime e seus auxiliares investigam os casos e tentam estabelecer uma ordem, uma lógica e um sentido para as mortes. O que une ambos os crimes às recordações tumultuosas dos acontecimentos de 1977, em Angola? Nesta busca, o detetive reencontra a sua própria biografia, as recordações de seu passado na guerra colonial e uma personagem que o persegue.

Fonte: Publish News

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.