Toni Morrison | © Wiki Commons / West Point

Faleceu nesta segunda-feira (5), aos 88 anos, a escritora americana Toni Morrison, primeira mulher negra a ganhar o Nobel de Literatura, em 1993. Anos depois, em 1998, ganhou também Prêmio Pulitzer pelo seu romance Amada, baseado em um artigo do século 19 encontrado pela autora sobre uma escrava fugitiva que matou sua filha recém-nascida quando estava prestes a ser capturada. Morrison ficou conhecida justamente por suas obras descreverem os obstáculos políticos e sociais enfrentados pela comunidade negra ao longo da história. Seus livros dão destaque para personagens distintos e misturam vozes de mulheres, homens e crianças e já foram comparados ao realismo fantástico de Gabriel García Márquez. A escritora deixou 11 romances publicados, além de ensaios e textos infantis, entre seus livros mais conhecidos estão O olho mais azul, Amada, Jazz, Deus ajude essa criança e Voltar para casa, todos publicados pela Companhia das Letras.

Fonte: Publish News

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.