O secretário de Comércio dos Estados Unidos (EUA), Wilbur Ross, disse hoje (1º) que as empresas norte-americanas querem ampliar a participação em projetos de infraestrutura da América Latina e, em especial, no Brasil. Em discurso a empresários latino-americanos, Ross se disse impressionado com os planos do Ministério da Infraestrutura brasileiro para o setor.

O secretário de Comércio dos Estados Unidos, Wilbur Ross – Marcelo Camargo/Agência Brasil

“Encontrei hoje o ministro da Infraestrutura [Tarcísio Freitas] e fiquei impressionado com os detalhes de planos que em breve serão apresentados. O governo [brasileiro] está se movendo. Penso que isso é muito importante para quem está preocupado em fazer investimentos aqui. Eu estaria menos tenso aqui no Brasil do que em alguns outros lugares”, disse Ross, ao participar do Fórum Anual de Liderança em Infraestrutura da América Latina, em Brasília.

De acordo com o secretário, o Departamento do Comércio dos EUA vem apoiando as empresas de seu país com a ajuda de equipes de negócios instaladas em pontos estratégicos do Brasil. “Há planos para uma missão de comércio no setor de portos e rodovias. Para tanto, nossas empresas querem [primeiro] aprender mais sobre os projetos e licitações nesses setores”, afirmou.

“Os EUA desejam ser parceiros preferenciais dos projetos [de infraestrutura] na América Latina. Nossas empresas oferecem expertise, inovações, integridade e demanda de valor para oportunidades em infraestruturas cruciais”, completou.

Edição: Nádia Franco

Fonte: EBC

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.