Dentre os 13 indicados estão nomes como Margareth Atwood, Salman Rushdie, Oyinkan Braithwaite, Valeria Luiselli e Chigozie Obioma. Vencedor será conhecido no dia 14 de outubro.

Em sua primeira edição com o novo nome, o Booker Prize – que até então era patrocinado pelo Man Group e que pelo primeiro ano ganha o reforço da fundação Crankstart – anunciou os indicados da sua edição de 2019. Dentre os 13 nomeados está Margareth Atwood, que foi escolhida por conta da sequência de The handmaid’s tale, a obra The testaments, que só será publicada em setembro. Para os juízes, a sinopse do novo livro que se passa 15 anos depois da história do primeiro é “aterrorizante e estimulante”. Por aqui, Atwood é publicada pela Rocco.

O autor indiano Salman Rushdie, com livros publicados pela Companhia das Letras, foi indicado por conta da obra Quichotte, uma reformulação do clássico Dom Quixote que será publicada agora em agosto. Outras que merecem destaque são a autora nigeriana Oyinkan Braithwaite, indicada por conta da obra Minha irmã, a serial killer (Kapulana), e a mexicana Valeria Luiselli com o livro Arquivo das crianças perdidas (Alfaguara), que concorrem pela primeira vez.

O britânico Max Porter concorre com seu segundo livro, Lanny; Chigozie Obioma com a obra Uma orquestra de minorias (Globo Livros); e a autora Deborah Levy com o romance The man who saw everything, que fala da Europa antiga e nova e sobre “como as pessoas se movem através de paisagens políticas, histórias pessoais e memórias”.

A lista com os seis livros finalistas será anunciada no dia 3 de setembro e cada um dos finalistas receberá £ 2,5 mil. Já o vencedor será anunciado no dia 14 de outubro e levará para casa £ 50 mil.

Confira a lista completa com os 13 indicados:

The testaments (Chatto), de Margareth Atwood

Quichotte (Penguin), de Salman Rushdie

Lanny (Faber), de Max Porter

Night boat to tangier (Canongate Books), de Kevin Barry

Ducks, Newburyport (Galley Beggar Press), de Lucy Ellmann

Girl, woman, other (Viking), de Bernardine Evaristo

Uma orquestra de minorias (Globo Livros), de Chigozie Obioma

Minha irmã, uma serial killer (Kapulana), de Oyinkan Braithwaite

Arquivo das crianças perdidas (Alfaguara), de Valeria Luiselli

The man who saw everything (Penguin), de Deborah Levy

10 Minutes 38 Seconds in This Strange World (Viking), de Elif Shafak

Frankissstein (Penguin), de Jeanette Winterson

The wall (Faber), de Jon Lanchester

Fonte: Publish News

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.