A Escola Nacional de Advocacia (ENA) lançou uma nova plataforma digital para a realização de cursos de pós-graduação online, com certificação da Universidade Cândido Mendes. Pela primeira vez a ENA oferece cursos de excelência por meio de uma plataforma própria e totalmente virtual, possibilitando a qualificação de advogados de todo o país. 

Inicialmente serão oferecidos dois cursos de Processo Civil e Direito e Processo do Trabalho, que já estão com inscrições abertas. As aulas começam no dia 11 de agosto, dia da fundação dos cursos jurídicos no Brasil e quando se comemora o Dia do Advogado e da Advogada.

“A ENA não tinha uma plataforma para cursos 100% online. Essa era uma das nossas prioridades, já que é uma forma de fazer com que todas as nossas atividades sejam acessíveis aos advogados e advogadas de todo o país. A ideia é transformar a ENA em uma grande plataforma de geração de conteúdo online”, afirmou o presidente da ENA, Ronnie Preuss Duarte. 

Entre os professores da pós-graduação estão Alexandre Câmara, desembargador do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, e Marcelo Moura, juiz do Trabalho na Bahia, ambos autores de livros jurídicos. Os cursos terão 18 meses de duração. O projeto e a criação da plataforma digital contaram com apoio das Escolas Superiores de Advocacia (ESAs) das seccionais da OAB pelo Brasil. 

O lançamento oficial da plataforma e dos cursos será durante o II Congresso Brasileiro de Direito Civil, que ocorrerá em Florianópolis, entre os dias 24 e 26 de julho. Os participantes do evento têm desconto no valor dos cursos: são 12 parcelas de R$ 120,00. Durante o lançamento, as inscrições também estão com valores promocionais: são 18 parcelas de R$ 150,00 (o valor sem desconto é de 18 parcelas de R$ 199,00). 

Um novo curso online, de extensão, já está sendo programado. Será sobre o “Processo nos Tribunais” e terá duração de oito horas. Os professores serão os ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Luiz Alberto Gurgel de Faria, Marcelo Navarro Ribeiro Dantas e Rogerio Schietti Cruz o desembargador federal do Tribunal Regional Federal da 1ª Região Ney de Barros Bello Filho.

Fonte: OAB

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.