O presidente da comissão especial da reforma da Previdência (PEC 6/19), deputado Marcelo Ramos (PL-AM), fechou um acordo para que o tempo de leitura do relator – em torno de 1 hora – seja substituído pelo debate entre parlamentares do governo e da oposição. Além disso, também está prevista a fase de discussão.

Ramos estima que todo o debate deverá ter em torno de duas horas. A comissão está reunida para consolidar o texto da reforma da Previdência que irá a votação em segundo turno no Plenário.

O Regimento da Câmara exige que, se houver mudanças em Plenário, a PEC deverá ser enviada à comissão especial para consolidar a redação que irá a voto. O Plenário alterou vários pontos do texto: mudanças em prol das mulheres, diminuição do tempo do trabalhador da ativa, regras mais favoráveis aos professores e policiais da ativa.

> Entenda a tramitação da reforma da Previdência

Mais informações em instantes

Fonte: Câmara dos Deputados

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.