Rejeitado outro pedido de adiamento da votação do parecer da reforma da Previdência

A comissão especial da reforma da Previdência (PEC 6/19) rejeitou, por 35 votos a 0, com 12 obstruções, o requerimento do deputado Renildo Calheiros (PCdoB-PE) para adiar a votação do parecer do deputado Samuel Moreira (PSDB-SP) por cinco sessões.

Agora, os deputados analisam novo pedido de adiamento, desta vez por quatro sessões, apresentado pelo líder do Psol, deputado Ivan Valente (SP).

O presidente da comissão, deputado Marcelo Ramos (PL-AM), chegou a propor que houvesse uma votação mais rápida dos pedidos para adiar a análise do texto, mas os parlamentares da oposição não aceitaram a sugestão. “Quanto menos tarde terminemos aqui, mais tempo teremos para conversar com o relator”, afirmou. “Se tivermos votações céleres dos requerimentos, voltaríamos amanhã às 9 horas para votar o texto”, sugeriu Ramos.

Mais informações em instantes

Maia nega que haja acordo para beneficiar policiais na reforma da Previdência

Fonte: Câmara dos Deputados

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.