Tarcísio Gomes de Freitas participou do Conselho Empresarial do LIDE, no Rio de Janeiro, onde apresentou perspectivas, inovações e projetos da nova gestão da Infraestrutura do país

2406 lideDurante evento com o Conselho Empresarial do LIDE (Grupo de Líderes Empresariais), nesta terça-feira (24), no Rio de Janeiro, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, destacou a importância da participação do setor privado na retomada do crescimento do país. “É muito importante o protagonismo da iniciativa privada. A gente percebe essa busca pelo protagonismo. Isso é transformador. Tenho certeza que isso vai gerar bons frutos. Somente a união do poder público com o setor privado vai realmente gerar crescimento e transformação”, avaliou.

“O ministério da Infraestrutura possui uma carteira de projetos que está distribuída ao longo dos próximos anos. Somente a união do poder público com o setor privado vai realmente gerar crescimento e transformação”
ministro Tarcísio Freitas

Para executivos de vários setores da economia presentes ao evento, o ministro apresentou as perspectivas, inovações e projetos da nova gestão da infraestrutura do Brasil e destacou que o governo federal encara a infraestrutura do país como política de estado. “O ministério da Infraestrutura possui uma carteira de projetos que está distribuída ao longo dos próximos anos. Temos projetos interessantes e em um cenário onde o mundo começa a encolher, o Brasil é a bola da vez”, ressaltou.

Entre os projetos citados estão os leilões de rodovias que serão realizados nos próximos anos, como o da BR-364/365, que vai ligar Jataí/GO a Uberlândia/MG, e já tem edital lançado, além dos leilões da BR-153/GO-TO e da BR-163/230/PA, que ainda terão editais lançados.

Os investimentos no setor aeroportuário, com as concessões que estão por vir, e as possibilidades de crescimento do setor com a abertura do capital estrangeiro também estiveram em pauta. “A abertura do capital estrangeiro e a transferência dos aeroportos para a iniciativa privada são algumas das iniciativas que com certeza vão impulsionar a aviação brasileira”, afirmou Tarcísio. “Até o final de 2022 teremos feito o leilão de 44 aeroportos, incluindo Santos Dumont/RJ e Congonhas/SP”, completou.

LIDE – Fundado no Brasil em 2003, o LIDE reúne, periodicamente, líderes empresariais de corporações nacionais e internacionais de vários setores para discutir iniciativas para o desenvolvimento econômico e social do país, além de compartilhar os princípios éticos de governança corporativa nas esferas pública e privada. Além disso, o evento tem por objetivo promover a relação entre empresas privadas e organizações públicas. Atualmente, o Grupo conta com unidades regionais, internacionais e setoriais, totalizando 26 frentes de atuação.

Assessoria Especial de Comunicação
Ministério da Infraestrutura

Fonte: Governo Federal

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.