Como parte dos debates promovidos pela Comissão de Meio Ambiente (CMA) em virtude do “Junho Verde”, especialistas nos biomas caatinga e cerrado debateram formas de barrar o processo de desertificação no país. O uso da energia e da biodiversidade, além de mudanças na legislação foram temas apontados pelos convidados. O presidente da CMA, senador Fabiano Contarato (Rede-ES) pediu para que os participantes enviassem sugestões de mudanças nas leis vigentes para priorizar a preservação e recuperação desses biomas. Segundo o Ministério do Meio Ambiente, o fenômeno da desertificação atinge, de forma grave, cerca de 10% da região semiárida brasileira. Ouça mais detalhes na reportagem de Paula Groba, da Rádio Senado.

Fonte: Senado Federal

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.