O senador Paulo Rocha (PT-PA) denunciou nesta quinta-feira (13), em Plenário, o aumento da violência e da intolerância no campo em seu estado. O parlamentar relatou dois fatos ocorridos na última quarta-feira (12) que demonstram os conflitos existentes em disputas pela terra.

Em primeiro lugar, a ordem de despejo de 212 famílias do município de Eldorado do Carajás, instaladas desde 2008 em fazendas às margens da rodovia BR-155. Paulo Rocha registrou que, no mesmo dia, na área urbana da cidade de Rio Maria, foi assassinado, com três tiros na cabeça, Carlos Cabral Pereira, presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais do município. Segundo o senador, o sindicalista já tinha sobrevivido a um atentado no ano passado, quando foi morto o então presidente do sindicato, Expedito Ribeiro de Souza.

— Recentemente, medidas adotadas pelo governo, em conivência com os grandes empresários ruralistas, acirram ainda mais esse processo de violência. Tudo isso cria ambiente favorável à chamada volta à força do grande latifúndio — disse.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: Senado Federal

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.