Sucesso da série ‘Chernobyl’ faz número de vendas de ‘Vozes de Tchernóbil’, de Svetlana Aleksiévitch, crescerem (pero no mucho)

Na Flip de 2016, Svetlana Aleksiévitch (na foto ao lado) foi a campeã de vendas com seus dois livros: A guerra não tem rosto de mulher e Vozes de Tchernóbil, ambos publicados pela Companhia das Letras. O buzz em torno do nome da bielorrussa vencedora do Nobel de Literatura em 2015 durante a Flip fez seus livros estrearem nas listas dos mais vendidos na época e acumular vendas superiores a 3,7 mil exemplares em 2016. Mais recentemente, o primoroso Vozes de Tchernóbil serviu de base para o roteiro da série Chernobyl, veiculada pela HBO e com enorme repercussão tanto por parte da crítica quanto por parte do público. A produção é, atualmente, a série mais bem avaliada no Internet Movie Data Base (IMDb), a maior base de dados do cinema e da TV no mundo. A pedido do PublishNews, a Nielsen – instituto de pesquisa que monitora o varejo de livros no país – levantou os números de vendas do livro desde o lançamento da série, no dia 6 de maio. Na semana de estreia, foram computados 38 exemplares vendidos (dez a mais do que na semana anterior). De lá para cá, o número vem crescendo. No último período analisado pela Nielsen, com data final de 1º de junho, foi computada a venda de 174 exemplares. Esse número pode ser baixo em comparação com o sucesso da série, mas está cinco vezes acima da média de venda do livro nas últimas 52 semanas.

Fonte: Publish News

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.