Os carros elétricos são o futuro do transporte, mas isso não quer dizer que não haverão tropeços no caminho. A Audi anunciou hoje (10) o recall voluntário do E-Tron que é o seu primeiro veículo da categoria por conta do risco de incêndio gerado pela bateria. O pedido de retorno do produto à fábrica envolve 540 carros distribuídos nos Estados Unidos, teoricamente metade das vendas do automóvel desde o seu lançamento em abril.

À Bloomberg, a Audi declarou que o risco existe nos veículos envolvidos por conta de um glitch no cabeamento que permitiria uma mistura não prevista entre as células individuais da bateria, o que por sua vez geraria o incêndio. Ainda que nenhum acidente ou feridos tenham aparecido, a fabricante afirma que no âmbito global foram detectados cinco casos em que a luz de alerta da bateria foi acesa por conta deste processo.

Por incrível que pareça, esta não é a primeira ocasião em que um carro elétrico recebe um recall de uma fabricante por conta de problemas. Na semana passada, a Jaguar chegou a emitir um pedido de retorno do produto de seu I-Pace por conta de um problema reincidente no freio em cerca de três mil unidades.

A Audi garante que o problema na bateria será resolvido até agosto, porém, com o E-Tron continuando a ser vendido normalmente ao redor do globo.

Fonte: B9

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.