Com direito a nota lida por William Bonner no ‘Jornal Nacional’, Rede Globo anuncia afastamento do experiente repórter esportivo. Emissora justifica decisão por causa de atitude de Mauro Naves, que passou contato do pai de Neymar para advogado

Mauro Naves está afastado de suas atividades como funcionário da Rede Globo de Televisão. O experiente jornalista, com décadas de trabalhos na cobertura da seleção brasileira de futebol, foi punido pela emissora por causa de uma atitude relacionada ao caso em que o atacante Neymar Jr. é acusado de estupro e agressão. O cronista repassou o contato do pai do atleta para o advogado que defendia a mulher responsável pela denúncia. O afastamento do comunicador foi anunciado ao vivo, para todo o Brasil, por meio de nota oficial da emissora, que foi lida pelo âncora William Bonner, do ‘Jornal Nacional’.

“Mauro Naves é um profissional excelente, com grandes contribuições ao jornalismo esportivo da Globo. Mas há evidências de que as atitudes dele neste caso contrariaram a expectativa da empresa sobre a conduta de seus jornalistas. Em comum acordo, o repórter Mauro Naves deixará a cobertura de esportes da Globo até que os fatos sejam devidamente esclarecidos”, afirmou Bonner durante o ‘JN’, conforme reforça o G1. O apresentador, contudo, não explicou exatamente em quais pontos o agora repórter afastado contrariou a conduta esperada pelo conglomerado de mídia — e se outros profissionais poderão ser punidos por passar contatos a colegas e demais profissionais, algo comum na atividade jornalística.

A nota lida por Bonner em plena edição desta quarta-feira, 5, do ‘Jornal Nacional’ dá ao jornalista status de alguém suspeito de cometer alguma irregularidade, tanto que pontuou-se que ele precisou se explicar “em sua defesa”. “Mauro Naves explicou que se limitou a repassar os contatos do pai de Neymar ao advogado, a quem já conhecia, porque esperava obter a história com exclusividade. E que, quando o assunto se tornou público, avaliou que sua participação não teria relevância”, disse o âncora do telejornal noturno. No site do noticiário, a Rede Globo faz questão de enfatizar: o afastamento é “por causa do caso Neymar”.

O advogado do contato

O advogado em questão é José Edgar Cunha Bueno. Ele, que já deixou de atuar na defesa da mulher que acusa o atacante de estupro, é alvo do pai e empresário de Neymar. Neymar Santos afirma que o advogado tentou extorqui-lo durante reunião. O encontro entre os dois aconteceu na última semana, em São Paulo, antes do caso se tornar público. Nesta semana, o empresário divulgou que José Edgar só chegou até ele devido ao contato que foi simplesmente repassado por Mauro Naves.

Espaço para a defesa de Neymar

Até segunda ordem, Mauro Naves segue como contratado do departamento de esportes da Rede Globo. Mesmo sob essa condição, o jornalista não teve a oportunidade de aparecer na tela da edição desta quarta-feira, 5, do ‘Jornal Nacional’ — “sua defesa” foi apenas lida em resumo feito pela emissora. O mesmo não ocorreu com agentes ligados à defesa de Neymar Jr.. Uma única reportagem do ‘JN’ de hoje, com pouco mais de dois minutos de duração, deu espaço a duas figuras vinculadas ao atleta. Primeiramente, a advogada Maíra Fernandes garantiu que seu cliente quer depor e, assim, ajudar nas investigações. Ela disse ter certeza de que “provará a inocência” do jogador. Logo depois, apareceu a imagem de Neymar Santos, o pai. Segundo o material que foi ao ar, ele teria dito que o filho foi vítima de uma armadilha.

Advogada de Neymar Jr., Maíra Fernandes apareceu na tela do ‘Jornal Nacional’. Afastado da emissora, Mauro Naves não teve o mesmo direito (Imagem: reprodução/G1)

Outro afastamento no esporte da Globo

Mauro Naves não é o primeiro jornalista a ser alvo de afastamento no esporte da Rede Globo nesta semana. No domingo, 2, o ‘Esporte Espetacular’ levou ao ar entrevista de Ana Helena Goebel com o volante Gustavo Cuéllar, do Flamengo. A pauta destacou a possibilidade de o jogador, convocado para representar a seleção da Colômbia na Copa América, não atuar mais pelo rubro-negro carioca. Na matéria, ele chega a falar de seu sonho em jogar na Europa. Caso uma negociação seja concretizada, para a Europa ou qualquer outro mercado do futebol, certamente a empresa Forza Carreira Esportiva, que representa o atleta, receberá algum valor a título de comissão. A Forza Carreira Esportiva é de propriedade de Gianfranco Petruzziello. Gianfranco Petruzziello é marido de Ana Helena Goebel.

A situação envolvendo a repórter, Cuéllar e o empresário do jogador foi analisada pelo site Cronista Esportivo, em texto assinado pelo jornalista Tiago Cordeiro. No início da noite desta quarta, poucas horas antes de Mauro Naves ser afastado, Maurício Stycer usou o seu blog no UOL para informar que, diante do caso, Ana Helena Goebel foi afastada dos trabalhos relacionados à Copa América, torneio que será realizado no Brasil a partir de 14 de junho. “A repórter Ana Helena Goebel deixará a cobertura da Copa América até que tudo seja esclarecido”, afirma a equipe da Rede Globo, emissora que passa a contar em seus quadros de funcionários com dois repórteres esportivos afastados.

cuellar - ana helena goebel - afastamento - rede globo - neymar - mauro naves
Cuéllar e Ana Helena Goebel. Jogador é agenciado pela empresa do marido da jornalista (Imagem: reprodução/Instagram)

Fonte: Comunique-se

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.