Os influenciadores digitais estão espalhados por todo o mundo. Seja o seu alcance de dez mil ou de mais de cem milhões de pessoas, o fato é que eles possuem credibilidade com o seu público. Mas, às vezes, erros no marketing de influência podem acontecer.

Um exemplo recente, de uma campanha que deu errado é o de Arii, uma influenciadora de 18 anos. A influenciadora, juntamente com uma marca de roupas, lançou uma linha de blusas própria. Porém, mesmo com o número elevado de seguidores (mais de 2 milhões), ela não conseguiu vender 36 blusas. Esse era o número mínimo exigido pela marca para dar continuidade com a linha. Mas como isso não aconteceu, a parceria foi cancelada.

O que podemos aprender com isso? Quantidade de seguidores nem sempre quer dizer quantidade de clientes. Ou talvez, que o público de um influenciador não é um público que comprará o seu produto. É importante ter uma boa análise de mercado e ver quem realmente é o público comprador.

Para evitar que erros aconteçam, primeiramente você deve avaliar bem o influenciador com quem vai trabalhar. Por isso, trouxemos os principais erros cometidos na hora de criar uma campanha com influenciadores.

Principais erros no marketing de influência

1. Escolher um influenciador pelo número de seguidores

A primeira regra para evitar erros em uma campanha de marketing de influência é evitar escolher o influenciador pelo seu número de seguidores. Um influenciador com 10 milhões de seguidores pode não ser a melhor escolha. É importante verificar se o público que engaja com o influenciador também irá engajar com o seu produto.

Para isso, é necessário fazer uma análise do conteúdo que mais gera engajamento com o influenciador e o público que o acompanha. Dessa forma, é possível evitar erros e resultados ruins em uma campanha.

2. Falta de planejamento

Para que uma campanha de marketing de influência seja bem sucedida, é necessário planejamento. É preciso alinhar com o influenciador o briefing da campanha, dando a ele todas as informações necessárias para que a campanha seja executada da maneira mais produtiva possível.

3. Achar que manda no influenciador

Um criador de conteúdo conhece o público que o acompanha. Logo, ele sabe a melhor maneira de atingir o interesse do consumidor. É importante ouvir as dicas que o influenciador dá para a execução da campanha e deixá-lo livre para fazer a divulgação da maneira mais natural possível. Dessa forma, será ainda mais fácil fazer com o público grave o nome da sua marca e do seu produto.

4. Não mensurar os resultados

Em toda campanha é necessário que os resultados sejam mensurados frequentemente. Porque se algo estiver dando errado, é possível alterar a comunicação com o público para que haja uma performance melhor dos números.

5. Tratar o marketing de influência como marketing tradicional

Trabalhar com influenciadores é diferente de trabalhar com celebridades ou com espaços de mídia tradicional. O marketing de influência trabalha com uma pessoa que disponibilizará os próprios canais para falar sobre a sua marca. É um trabalho que mexe com a imagem de alguém. Para isso, é necessário analisar bem a estratégia a ser adotada.

Como evitar erros no marketing de influência?

Agora que você já sabe quais os principais erros no marketing de influência, é hora de trabalhar essa tática da maneira certa. Com o Influency.me você consegue pesquisar os melhores influenciadores que se encaixam no seu público-alvo. E, além disso, consegue gerenciar as campanhas e mensurar os resultados da sua campanha.

Quer saber como trabalhar o marketing de influência da maneira correta? Fale com um de nossos especialista!

Autor: Stéphanie Freitas

Publicitária focada em marketing digital, 26 anos e que trocou a capital mineira pela cidade de São Paulo. Produz conteúdo desde os 14 anos e possui um blog de cinema (www.oquetempraver.com.br).

Fonte: Comunique-se

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.