Abusos no uso das redes sociais pode ser incluído no projeto de criminalização do caixa dois em campanhas eleitorais

06/06/2019, 17h54

O projeto (PL 1.865/2019) debatido nesta quinta-feira (6) na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) faz parte do pacote de medidas anticrime encaminhado pelo governo federal. Os projetos originais tramitam na Câmara e, no Senado, por acordo, a senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) apresentou novos projetos para que o Senado possa iniciar a discussão. Os debatedores elogiaram a proposta de criminalização do caixa dois e sugeriram ampliar o texto para tratar do abuso de redes sociais em campanha eleitoral. O senador Humberto Costa (PT-PE) destacou o uso das redes sociais nas eleições de 2018, financiado por empresários sem que o gasto fosse contabilizado, para “bombardear” candidatos. Veja mais na reportagem da TV Senado.

Fonte: Senado Federal

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.