Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Emanuel Pinheiro Neto: o uso de coleiras de choques é “prática cruel” que deve ser proibida no País

A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços da Câmara dos Deputados aprovou na quarta-feira (30) o Projeto de Lei 1113/19, que proíbe a comercialização e o uso de coleiras de choques para adestramento de animais.

A proposta foi apresentada pelo deputado Célio Studart (PV-CE) e recebeu parecer favorável do deputado Emanuel Pinheiro Neto (PTB-MT).

O relator afirmou que o uso de coleiras de choques é “prática cruel” que deve ser proibida no País. “Não há justificativa que permita a comercialização de produtos desta natureza, em contraponto a outros mais amigáveis que podem ser utilizados na finalidade educativa a que se propõe”, disse Pinheiro Neto.

Tramitação
O projeto será analisado agora, em caráter conclusivo, pelas comissões de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Fonte: Câmara dos Deputados

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.