A comissão mista que analisa a Medida Provisória (MPV) 876/2019, que desburocratiza o registro de empresas, promoveu duas audiências públicas com empresários e representantes de juntas comerciais e do governo. O texto prevê o registro automático de firmas constituídas por microempreendedor individual, empresa individual de responsabilidade limitada ou sociedade limitada. A proposta também dispensa a necessidade de cópias autenticadas e permite que o advogado ou o contador que represente a empresa ateste verbalmente a autenticidade de documentos na junta comercial. Especialistas afirmam que a MP vai facilitar a vida dos pequenos empresários. A reportagem é de Raquel Teixeira, da Rádio Senado.

Fonte: Senado Federal

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.