Justiça restaurativa pode prevenir crimes e conflitos, alertam especialistas

22/05/2019, 17h59

Uma audiência pública na Comissão De Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) debateu, nesta quarta-feira (22), o papel da Justiça restaurativa. Ela é uma técnica de soluções de conflitos em que os pontos de vista dos envolvidos são considerados na busca do bem de todos.

Fonte: Senado Federal

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.