Quadrilha teve ajuda de dois servidores do INSS na obtenção de mais de 600 benefícios irregulares

A operação Grande Família da Força-Tarefa Previdenciária prendeu preventivamente, nesta quarta-feira (15), 21 pessoas que integravam uma quadrilha especializada em fraudar benefícios previdenciários e assistenciais nos estados do Maranhão e do Piauí. A 3ª Vara da Seção Judiciária Federal em Teresina expediu ainda 31 mandados de busca e apreensão que foram cumpridos na manhã de hoje, além da apreensão de veículos, do bloqueio das contas bancárias dos presos e a suspensão do exercício da função pública para os servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) envolvidos.

As investigações tiveram início em 2018 e concluiu que a quadrilha fraudou 639 benefícios – entre aposentadorias, pensões e BPC/LOAS –, gerando um prejuízo inicial de R$ 26,2 milhões. A Justiça Federal já determinou a imediata suspensão desses benefícios, medida que evitará um prejuízo futuro estimado de R$ 80,6 milhões.

Para garantir os benefícios, a quadrilha – formada por estelionatários e servidores públicos – falsificava RGs e comprovantes de residência em nome de beneficiários falecidos. Depois, abriam contas bancárias para que os servidores do INSS transferissem os benefícios do Maranhão para Teresina.

A fraude foi descoberta a partir de relatórios produzidos pela Coordenação Geral de Inteligência Previdenciária e Trabalhista (CGINT) da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia. Os documentos apontavam indícios de irregularidades em transferências de benefícios previdenciários entre os dois estados.

Os investigados deverão responder pelos crimes de associação criminosa,  estelionato, falsidade ideológica, uso de documento falso, corrupção passiva e ativa.

Cerca de 125 policiais federais dos estados do Piauí, Ceará, Maranhão, Rio Grande do Norte, Paraíba e Pernambuco participaram da operação que recebeu o nome de Grande Família pelo fato de que sete presos pertenciam a uma única família.

Informações para a imprensa

Camilla Andrade

(61) 2021-5109/5009

imprensa@previdencia.gov.br

Secretaria de Previdência



Fonte: Governo Federal

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.