Em pronunciamento nesta terça-feira (14), o senador Cid Gomes (PDT-CE) conclamou a população para se somar a manifestações convocadas para esta quarta (15), em todo o país, contra o anúncio do governo de reduzir o repasse de recursos para as universidades e institutos federais.

Segundo o parlamentar, foram contingenciados mais de R$4 bilhões dessas instituições, colaborando com um ambiente de desespero em todos os estados. Somente no Ceará, citou, serão prejudicados quase 52 mil alunos nas três universidades federais, e milhares de estudantes matriculados nos mais de 30 campis atrelados ao instituto federal da região.

— Se a gente somar todos os recursos de custeio e de investimentos de todas as instituições de ensino superior do Brasil, o que o Governo Federal cortou foi, na média, 30%, variando de instituição para instituição. No caso da UFC [Universidade Federal do Ceará], que tem 43 mil alunos matriculados, são 38% de bloqueio. No caso da Unilab [Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira], a retenção, no que se refere ao dano que causa, é ainda pior, porque é uma universidade em expansão, recém-criada e que está em ritmo de criação — lamentou.

Cid Gomes sugeriu, como forma de protesto pelos senadores, a obstrução da votação de toda matéria de interesse do Executivo em tramitação na Casa, até que a situação seja revertida.

— O Brasil não pode, sob hipótese nenhuma, sob argumento nenhum, reduzir, voltar atrás nos avanços que nós já conquistamos na educação superior, que só abre espaço hoje para menos de 18% dos jovens de 18 a 22 anos — acrescentou.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: Senado Federal

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.