A reforma da Previdência é a condição necessária para o Brasil recuperar a capacidade de investimento e equilibrar as contas públicas. Foi o que afirmou o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, nesta segunda-feira (13), em Nova Iorque, em evento promovido pelo Bank of America e pela Câmara de Comércio Brasil-Estados Unidos. Ele falou a empresários e investidores do Brasil e do exterior.

— Temos a tranquilidade e a condição de confiar na aprovação da reforma da Previdência para que a gente possa trazer o desenvolvimento, a geração de emprego e a diminuição das desigualdades, que são brutais no Brasil — garantiu Davi.

Para o presidente do Senado, a aprovação da reforma da Previdência criará o ambiente econômico favorável para atrair os investidores e para recuperar o caixa da União e dos entes federados.

— Este debate verdadeiro é o que está posto no Congresso. Quero tranquilizar, do lado da política, que os parlamentares podem divergir em algum ponto da reforma, mas que, ao final, todos entendem que é preciso ser feita essa virada de página no Brasil — afirmou.

Harmonia

O presidente do Senado disse que é preciso acabar com os extremos em discussões que são fundamentais para o desenvolvimento do país e, por isso, tem trabalhado diariamente buscando o entendimento e o diálogo com os Poderes.

— As instituições estão fortes, estão consolidadas e acredito que, de mãos dadas, podem ajudar a transformar o Brasil. Poder Executivo, Poder Legislativo e Poder Judiciário juntos caminharão em uma estrada no sentido do progresso — enfatizou o presidente.

Municípios

No evento, Davi também defendeu a descentralização dos recursos públicos e lembrou a aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 34/2019, que obriga o governo federal a liberar a verba de emendas parlamentares de bancada para ações previstas no Orçamento. A matéria foi aprovada na forma de substitutivo pelo Senado no dia 3 de abril e voltou à análise da Câmara dos Deputados.

— A vida acontece na porta de casa. Na rua, no bairro, no município.  As pessoas querem saber se o transporte chegou, se o hospital tem profissionais e medicamentos, se vão construir a creche, elas querem que os seus representantes resolvam os problemas. Os prefeitos fizeram uma marcha a Brasília e pediram ao Congresso Nacional a possibilidade de sobreviver e os parlamentares ouviram — recordou Davi.

Também participaram do evento o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli; o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia; e os senadores Fernando Bezerra (MDB–PE), Daniella Ribeiro (PP-PB), Rogério Carvalho (PT-SE), Rodrigo Cunha (PSDB-AL) e Eduardo Gomes (MDB-TO).

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: Senado Federal

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.