Redes sociais são controladas pelo mesmo grupo. Facebook, Instagram, Messenger e WhatsApp tiveram novidades apresentadas por Mark Zuckerberg. Articulista-parceiro do Portal Comunique-se, Almir Rizzatto traz suas impressões sobre as mudanças

Diversas novidades no Facebook, Messenger, Instagram e WhatsApp foram apresentadas por Mark Zuckerberg no último dia 30 de abril.

No Facebook, a maior mudança é visual e muitos usuários já estão usando a rede social com o novo layout. Nesta versão, os stories e os grupos passaram a ter mais destaque.

Portanto, se você só vem fazendo stories no Instagram, é melhor começar a publicar também no Facebook, pois o consumo deste tipo de conteúdo deve aumentar consideravelmente.

Já com a maior relevância para os grupos, uma ideia é não apenas participar de alguns, mas criar o seu próprio. Com o alcance orgânico cada vez mais baixo, o grupo é uma alternativa para, além de estreitar relacionamento, compartilhar conteúdo de forma gratuita. Até transmissões ao vivo poderão ser feitas.

Messenger

A promessa é que a ferramenta ficará mais leve e se tornará a mais rápida que existe. Certamente é um canal que você deve valorizar cada vez mais para fazer atendimento, junto com o WhatsApp, claro.

O vídeo, tão valorizado por Mark Zuckerberg ultimamente, também ganhará força no Messenger. Uma versão para desktops permitirá fazer chamadas em vídeo, como no Skype e Zoom, e amigos poderão assistir conteúdos com você, como é feito hoje no Watch Party, do Facebook.

Há ainda a promessa de uma integração do Messenger com o Instagram e WhatsApp. Desta forma, será possível contatar pessoas dessas outras plataformas.

Instagram

Aqui a medida mais polêmica será a remoção da contagem de likes nas publicações. Ou seja, não ficará mais pública a informação de quantas curtidas houve num post – apenas o administrador do perfil terá acesso a esses dados.

A alegação com a novidade é para privilegiar o bom conteúdo, sem a preocupação com o número de likes. A ideia é embrionária e será testada.

WhatsApp

A grande novidade aqui será a possibilidade de fazer pagamentos e enviar dinheiro para terceiros. Tudo isso sem sair do aplicativo.

E na versão business, em constante evolução, os vendedores poderão mostrar seus produtos por meio de catálogos. Uma grande vitrine neste canal que caiu nas graças do brasileiro.

Leia mais – Almir Rizzatto:

Fonte: Comunique-se

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.