Com apenas alguns cliques, os cidadãos podem acessar mais de 4,6 mil publicações disponíveis na Biblioteca Digital da Justiça Eleitoral (BDJE). O acervo inclui livros, artigos e periódicos da área eleitoral, além da produção intelectual de ministros, desembargadores e servidores.

A ferramenta digital é mais uma forma de incentivar e preservar a gestão da memória institucional, eleitoral e partidária, além de ampliar a visibilidade da produção da Justiça Eleitoral com outras instituições nacionais e internacionais.

Periodicamente, novos conteúdos são inseridos no espaço. As últimas obras foram A democracia no século XXI: crise, conceito e qualidade;Por meio de sua arma que é o voto: poder local e eleitorado (1947-1959); e Propaganda eleitoral nas mídias sociais: premissas básicas.

Antes de serem publicados na Biblioteca Digital, os livros passam por uma etapa de análise e revisão. Todas as obras constantes são de domínio público ou possuem direitos autorais cedidos pelos proprietários, e estão disponíveis para acesso e download gratuitos. As exceções vigoram para aquelas restritas a membros e servidores do TSE e dos Tribunais Regionais Eleitorais. Nesse caso, se o interessado não se encaixar no perfil mencionado e tiver interesse em um item de acesso restrito, deverá entrar em contato com a Seção de Biblioteca Digital, que avaliará a possibilidade de envio do material solicitado.

Acesso

O acesso à Biblioteca Digital pode ser feito diretamente pelo endereço http://bibliotecadigital.tse.jus.br/xmlui ou no Portal do TSE, no menu “O TSE”, opção Cultura e história > Biblioteca Digital.

Já a pesquisa pode ser realizada pelos índices de data do documento, autor, título ou assunto, por meio das comunidades e coleções ou ainda pela pesquisa geral ou avançada. Neste último caso, o usuário pode aplicar os filtros de título, autor, assunto e data de publicação.

Uma das vantagens de se cadastrar na plataforma é que o usuário tem a possibilidade de assinar coleções de seu interesse para receber alerta de e-mails diários sobre os novos itens adicionados, podendo assinar quantas coleções desejar. Caso não realize o cadastro, o usuário poderá acompanhar na própria página da Biblioteca Digital os últimos itens incluídos.

Histórico

Inicialmente denominada Biblioteca Digital do TSE, o espaço virtual foi inaugurado em 26 de novembro de 2015. Contava no começo com 320 registros, entre artigos, mapas, fotos e vídeos.

Em janeiro de 2018, foi lançada uma nova versão da Biblioteca Digital, que passou a se chamar Biblioteca Digital da Justiça Eleitoral. Com layout mais intuitivo, que facilita a navegação do usuário, o espaço também possibilita acesso mediante dispositivos móveis, como tablets e smartphones.

As maiores facilidades que o espaço da BDJE proporciona ao visitante são a agilidade na pesquisa, a facilidade de navegação no ambiente e a credibilidade das informações.

RC/LC, DM

 

Fonte: TSE

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.