Cleia Viana/Câmara dos Deputados

A sessão abordou, em especial, o tema da violência contra a mulher

A Câmara realizou hoje (10) solenidade em homenagem às Mulheres de Destaque no Brasil. Em discurso enviado para ser lido no Plenário, o presidente da Casa, deputado Rodrigo Maia, afirmou que é preciso seguir estimulando a participação das mulheres em todos os setores e, principalmente, a igualdade de direitos.

Maia disse que as mulheres lutam por um mundo mais justo há séculos, ainda que nem sempre tenha havido o devido reconhecimento. “Reiteramos o nosso esforço cotidiano pela plena emancipação de todas as brasileiras, promovendo o acesso à educação e ao mercado de trabalho”, afirmou.

A deputada Maria Rosas (PRB-SP), autora do pedido para a realização da solenidade, se emocionou e frisou que as mulheres merecem lugar de destaque. “Há muitos exemplos de grandes mulheres anônimas que batalham todos os dias e todas elas devem ser homenageadas e lembradas para incentivar e motivar outras meninas”, enfatizou.

Política
A deputada Rosangela Gomes (PRB-RJ) ressaltou a importância da participação das mulheres na política e recordou as dificuldades que enfrentou na infância. Disse que buscou a religião e os estudos para mudar a vida, e que sua atuação como parlamentar busca contribuir para a construção de um país mais justo. “Nós somos 52% da população e do eleitorado e não somos representadas nas casas de leis. Nós precisamos mudar isso e faremos isso com mais mulheres na política para que a gente possa transformar a vida todas nós”, afirmou.

O juiz Fábio Esteves, do Tribunal de Justiça do Distrito Federal, mencionou a relevância da homenagem prestada às mulheres e lamentou a violência que elas enfrentam diariamente. Mencionou que apenas ele, em 2016, julgou 13 casos de feminicídio e que, no ano passado, pelo menos 63 ocorreram no Distrito Federal. “É uma triste realidade, mulheres que tiveram seus sonhos e projetos de vida interrompidos. A ministra Damares tem uma missão nobre, mas muito difícil, que é contribuir para mudar esses destinos”, destacou.

Compromisso
Também presente na solenidade, a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, destacou que há milhares de mulheres que merecem ser homenageadas e que ao longo da sua trajetória encontrou inúmeras delas. Ela lamentou que no próximo domingo, Dia das Mães, muitas não terão motivos para comemorar e afirmou estar comprometida em trabalhar por um país melhor para todos, em especial, para as mulheres.

A major Ive Lorena Athaydes da Silva, do Corpo de Bombeiros Militar, ressaltou que o debate sobre o acesso das mulheres em postos de chefia amplia o universo de possibilidades. Acrescentou que “mulheres empoderadas” criam meninas mais fortes e meninos mais conscientes. “Hoje venho aqui dizer o quanto é importante assumir uma posição de comando. Ser abraçada pelas meninas que reconhecem em mim a possibilidade do futuro é a prova disso”, disse.

Maternidade
A recém nomeada secretária Nacional de Políticas para as Mulheres, Cristiane Brito, mencionou o desafio que as mulheres enfrentam para conciliar a maternidade e a vida profissional. Ela disse estar honrada pela indicação para o novo cargo, e se comprometeu a desempenhar de maneira mais efetiva e urgente a pauta da mulher. “Somos força, fé, esperança. E juntas alcançaremos voos jamais imaginados”, finalizou.

Fonte: Câmara dos Deputados

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.