O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) fechou abril com uma taxa de inflação de 0,63%. A taxa é inferior ao 0,65% de março. Segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV), o IPC-S acumula taxas de 2,21% no ano e de 5,19% nos últimos 12 meses.

A queda da inflação foi puxada pelos alimentos, que recuaram de 1,1% em março para 0,63% em abril, uma queda de 0,47 ponto percentual. Outra classe de despesas com recuo na taxa foi a de transporte, que passou de 1,22% para 0,99% no período, uma redução de 0,23 ponto percentual.

Também registrou queda na inflação o grupo comunicação, que caiu de 0,19% em março para 0,07% em abril.

Por outro lado, cinco das oito classes de despesas tiveram alta na taxa de inflação de um mês para outro: despesas diversas (de -0,04% para 0,61%), educação, leitura e recreação (de 0,02% para 0,5%), saúde e cuidados pessoais (de 0,37% para 0,84%), vestuário (de 0,5% para 0,89%) e habitação (de 0,36% para -0,37%).

Edição: Fernando Fraga

Fonte: EBC

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.