Pelo segundo ano, a TED investe em seu projeto chamado The Audacious Project, um programa destinado a ajudar organizações sem fins lucrativos a perseguirem seus objetivos. São selecionadas 8 ONGs, que receberão parte de um investimento total de U$ 280 milhões que a TED colocará no projeto.

Segundo Chris Anderson, da TED, a iniciativa é uma tentativa de resolver um problema que a maioria das ONGs enfrentam: “O fato das organizações terem que levantar dinheiro em reuniões sangrentas”, e muitas vezes não conseguirem e acabarem engavetando bons projetos por falta de verba.

As ONGs selecionadas foram:

  • Center for Policing Equity: planeja usar a tecnologia de captura de dados para trazer mudanças de comportamento mensuráveis ​​aos departamentos de polícia.
  • Educate Girls: faz parceria com 35 mil voluntários para persuadir pais e idosos em comunidades indígenas remotas a registrarem meninas que estão fora da escola e apoiá-las para que elas permaneçam matriculadas.
  • Institute for Protein Design: está tentando projetar novas proteínas para criar novos medicamentos e materiais.
  • Salk Institute for Biological Studies: desenvolve um projeto para tornar as plantas mais eficazes na captura e armazenamento de carbono em suas raízes.
  • END Fund: projeto para o tratamento contra vermes parasitas para 100 milhões de pessoas, além de fornecer água potável, saneamento e informações sobre higiene à populações carentes.
  • Nature Conservancy: pretende proteger 4 milhões de quilômetros quadrados de oceano, comprando a dívida de 20 nações insulares e costeiras – em troca de compromissos do governo para proteger suas áreas marinhas.
  • Thorn: foca no desenvolvimento de tecnologias para combater o abuso sexual infantil online, por exemplo, facilitando a localização das vítimas.
  • Waterford UPSTART: tem como objetivo ajudar 250 mil crianças a se prepararem para a escola, oferecendo aprendizado personalizado.

A TED diz que as 8 ONGs foram escolhidas entre mais de 1.500 organizaões inscritas, e que espera que o financiamento aumente o número de pessoas engajadas nas causas defendidas por cada ONG.

Fonte: B9

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.