O governo chinês finalmente aprovou uma nova legislação para a indústria de cosméticos do país, colocando fim nos testes em animais que, até hoje, são obrigatórios.

Por lei, a China ainda exige que todos os cosméticos fabricados no país passem por testes em animais antes de serem comercializados. Mas, segundo comunicado do Instituto de Ciências In Vitro (IIVS), o governo aprovou nove métodos que não envolvem testes em animais, e que deverão entrar em vigor até 2020.

Ainda de acordo com o comunicado, as empresas que não seguirem a nova regulamentação serão multadas.

O IIVS trabalhou em parceria com a Associação Nacional de Produtos Médicos da China (NMPA) para conseguir a mudança. Não foi fácil e nem rápido, mas finalmente as autoridades chinesas se convenceram que não precisam obrigar as empresas a usarem animais nesse processo.

Fonte: B9

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.