Ai de ti, Copacabana! (Global, 176 pp, R$ 45) é o livro mais lembrado quando o nome do cronista Rubem Braga vem à tona. O livro traz crônicas do autor que se tornariam célebres como História triste de tuim, Os trovões de antigamente, O padeiro, Quem sabe Deus está ouvindo, A minha glória literária, História de pescaria, além da crônica que dá nome ao livro – Ai de ti, Copacabana! -, na qual Rubem faz uma espécie de ode ao bairro carioca, destacando seus vícios e virtudes. A vista inebriante da Cordilheira dos Andes, a empolgação inocente de um taxista português no Rio acompanhando um navio cruzando a orla carioca, a notícia da separação de um casal amigo. Toda sorte de acontecimentos, grandiosos ou não, é ternamente transmutada por Rubem Braga nas crônicas de Ai de ti, Copacabana!.

Fonte: Publish News

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.