O Google anunciou na noite de ontem (13) que está encerrando as atividades do Spotlight Stories, estúdio que servia como “unidade imersiva de entretenimento” da empresa. De acordo com a Variety, foi oferecido aos funcionários da divisão novas posições dentro do Google antes da divulgação do anúncio.

O Spotlight Stories originalmente havia sido desenvolvido pela Motorola para explorar o futuro das narrativas audiovisuais através dos aparelhos de celular, mas pouco depois se tornou parte do grupo de Produtos e Tecnologias Avançadas do Google e passou a produzir exclusivamente vídeos em 360° e para o VR. A partir deste foco, um número considerável de grandes nomes por meio de parcerias, incluindo a Aardman Animation – estúdio responsável por “A Fuga das Galinhas” e “Wallace e Gromit” – e os diretores Justin Lin e Jorge Gutierrez – que fizeram respectivamente os curtas “HELP” e “Son of Jaguar” com o Spotlight.

O grande momento de triunfo do Google Spotlight, porém, foi mesmo “Pearl”. O curta-metragem de animação em 360° de Patrick Osborne sobre a vida de um pai e uma filha dentro de um carro ganhou múltiplos prêmios importantes do meio e chegou a ser indicado ao Oscar da categoria, entrando para a história da premiação ao ser o primeiro projeto no formato a ganhar uma nomeação.

De acordo com o Google, embora o Spotlight Stories tenha feito avanços notáveis no campo do VR ao longo de seus seis anos de vida, os investimentos feitos pela empresa no estúdio não geraram resultados ou solidificaram a reputação da plataforma VR do Google. A divisão pode ter obtido bons resultados em termos artísticos, mas se provou incapaz de encontrar um público – ainda mais depois que a tecnologia saiu dos holofotes.

O último filme lançado pelo Spotlight Stories foi “Age of Sail”, curta de animação em formato tradicional que chegou a integrar a seleção oficial do último Festival de Veneza. Confira abaixo.

Fonte: B9

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.