Confira algumas ações que podem fazer a diferença na hora de criar as suas Landing Pages



Suas Landing Pages estão trazendo os resultados que você deseja? Elas geram as conversões que você espera para a sua estratégia de Inbound Marketing? Se isso não está acontecendo, pode ser que você não esteja acertando a mão na criação das suas LPs.

De modo geral, uma página de aterrissagem serve para levar o usuário a uma conversão. Ou seja, para que seja bem sucedida, o visitante deve virar Lead. É isso que você deve levar em conta na criação dessas páginas.

Neste post, você vai conferir 8 dicas de design para criar uma Landing Page perfeita.

“,
progressTemplate: “”,
translations: {
pt_BR: {
BTN_REDIRECT: “PRÓXIMO PASSO”,
CONVERSION_SUCCESS: “Obs.: A aba não abriu? O seu navegador pode estar estar bloqueando pop-ups de redirecionamento. Ajuste as configurações do seu navegador e atualize esta página.”
},
}
});
}
});

Faça um teste gratuito do RD Station Marketing

A ferramenta tudo em um para gerenciar e automatizar suas ações de Marketing Digital

1. Crie títulos simples e diretos

O Copyblogger, site referência em copywriting, diz que 8 em cada 10 pessoas leem apenas o cabeçalho de uma página. E mais (ou menos): somente 2 em cada 10 seguem adiante e leem o restante da página.

A conclusão é simples: os principais elementos de uma página são, de fato, o título e o subtítulo. Mas isso você já sabia, certo? O importante é tirar proveito dessa informação.

Esses elementos, então, devem transmitir de maneira clara e direta a proposta de valor da sua oferta. Quando um visitante chegar à página, ele tem que pensar “que oferta interessante, é disso que estou precisando, vou ler o restante da página”.

2. Use contraste na paleta de cores

As cores de uma Landing Page precisam levar alguns pontos em consideração. Antes de mais nada, tente usar a paleta da identidade visual da sua empresa. Porém, convém lembrar do motivo da existência dessa página: converter.

Digo isso porque, na construção de uma LP, você pode concluir que as suas cores não estão funcionando. É um fundamental, por exemplo, que o botão de CTA (call-to-action) tenha um forte contraste com o resto, justamente para que chame a atenção.

Um exemplo: se a página tem tons de azul e branco, coloque um vermelhão no call-to-action! Aquele sentimento de frio versus quente indica ao leitor onde ele deve interagir e, consequentemente, converter.

3. Não use links ou menus

Você vai se cansar de ler isso aqui neste post, mas é verdade: a razão de ser uma página de aterrissagem é a conversão. Portanto, quanto menor for o número de opções de clique o leitor tiver em detrimento do botão de CTA, melhor. Quanto menos distrações

Se não estivermos te convencendo, pense no seguinte: se você botar links para a sua empresa ou um “saiba mais sobre o produto”, o leitor pode clicar e entrar naquela espiral de hiperlinkagem que nos faz perder horas na internet. E, assim, não volta à LP.

Isso se aplica também a menus. Sabemos que no site da sua empresa é importante auxiliar a navegabilidade, o que inclusive transmite confiança ao potencial cliente. O segredo, como veremos a seguir, é dizer a esse visitando tudo o que ele precisa saber já na Landing Page.

4. Adeque o formulário ao funil e à oferta

Sobre o tamanho ideal do formulário, peço desculpas pelo trocadilho, mas é o seguinte: não há fórmula. Não é possível dizer quantas e quais informações sua LP deve pedir, pois as variáveis são muitas.

O principal a se levar em consideração é em que parte do funil está o seu material. Se for algo mais de topo, não faz muito sentido pedir o telefone ou mesmo o cargo da pessoa. Você ainda vai desenvolver um relacionamento.

Avalie também a relação da oferta com o formulário. Se você estiver oferecendo algo muito valioso, pode pedir informações mais profundas. Não é uma boa exagerar, mas o Lead vai entender que precisa dar mais dados em troca.

A confiança também é um fator. Se for o primeiro contato da pessoa com o seu negócio, talvez ela não queira preencher muitos campos. O segredo, como quase tudo no Marketing Digital, é testar.

5. O texto do CTA não deve deixar dúvidas

Já falamos do aspecto das cores do CTA, mas a coisa não para por aí. Porém, há outro elemento no botão tão importante quanto elas: o texto. Em resumo, ele não deve deixar dúvidas do que vai acontecer ao clicá-lo.

Ações simples e diretas dão total certeza ao usuário do que ele receberá em troca de suas informações. “Receber eBook”, “Assistir ao webinar” e “Garantir meu lugar” são bons exemplos. Você pode ainda colocar “Quero…” no começo, para reforçar a ação.

E é sempre reforçar: entregue o que está prometendo e jamais decepcione seu Lead.

6. Vídeos podem complementar o conteúdo

Um vídeo pode ajudar uma Landing Page a converter mais. Embora parece incoerente com o que falamos sobre focar no CTA, lembre-se que o vídeo fica embedado na página. Ou seja, não é necessário sair para se informar mais.

Dessa forma, sua oferta pode ficar mais interessante, já que o Lead terá mais informações. Além disso, o vídeo é um formato visualmente valioso e pode se encaixar perfeitamente ao design da Landing Page.

Pense, por exemplo, em ter um vídeo mostrando as funcionalidades do seu produto em uma página de pedido de teste. Ou quem sabe depoimentos de usuários satisfeitas. As opções são múltiplas! E o que falamos aqui vale para imagens também: ela tem que ser parte do conteúdo.

7. Preze pela objetividade

Pode ser que você sinta vontade de dar muitos detalhes sobre a sua oferta. Às vezes, aquele material foi fruto de um trabalho intenso de produção, ou o produto para o qual você está oferecendo um teste é quase como um filho. Já sabe o que vamos falar, né?

Isso mesmo: o que importa no design de uma Landing Page é conduzir à conversão. Seja objetivo e coloque apenas o que for realmente necessário. É claro que isso varia muito de acordo com o que é oferecido, então teste sempre para alcançar esse mínimo ideal!

Vale lembrar que o relacionamento com esse Lead ainda está para ser construído. A jornada de compra dele ainda não chegou ao final, então você ainda terá muito a dizer. Tenha sempre isso em mente ao elaborar sua estratégia.

8. Outros elementos de design

Veja essas dicas retiradas diretamente da nossa Página Épica de Landing Pages:

  • Direcione o olhar do visitante: use outros tipos de direcionamentos no site, como setas ou uma imagem de alguém olhando para o formulário. O olho humano costuma seguir esses indicativos e isso pode influenciar na conversão.
  • Prova social: coloque evidências de que outras pessoas compraram, baixaram ou encontraram algum valor na oferta. Use botões de compartilhamento com dados de redes sociais, número de downloads ou mesmo depoimentos.
  • Senso de urgência: acrescente na Landing Page quanto tempo falta para uma oferta expirar, o que estimula o visitante indeciso a agir mais rápido.

Design para criar uma Landing Page perfeita: isso existe?

Com tudo isso que falamos, dá pra dizer então que você criar a Landing Perfeita? Seguindo essas dicas, é provável que ela traga resultados interessantes. E não sei se já falamos neste post, mas o que importa é a conversão. Ah, já tínhamos falado? Ok, então. 🙂

Se você acha que levar tudo isso em conta para construir boas páginas de conversão é muito complicado, temos boas notícias. O Editor de Landing Pages do RD Station Marketing é muito fácil de usar. E você pode testá-lo gratuitamente para conferir por conta própria. Basta preencher os dados abaixo e começar a usar!

Fonte: Resultados Digitais

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.