Todo ano a Fórmula 1 cria uma vinheta de abertura para a transmissão oficial das corridas de seu circuito, mas em 2019 a entidade decidiu ir além do tradicional e se propor a um experimento diferente. Em parceria com o The Chemical Brothers, a F1 concebeu aquele que é o remix de música mais rápido da História, condensando uma canção de quase quatro minutos e meio em meros três segundos para ser o “som” do campeonato este ano.

Intitulada “WGTT15000BPM F1 NEEEUM MIX” e concebido pela Wieden & Kennedy London, a vinheta toma como base a recém-lançada “We’ve Got To Try”, que faz parte do vindouro disco “No Geography” da dupla de música eletrônica. A música teve sua estrutura inteira refeita e acelerada à velocidade de quinze mil batidas por minuto, velocidade que é numericamente idêntica as quinze mil rotações por minuto que os carros da F1 alcançam durante as corridas. Confira abaixo o resultado:

Além da vinheta da F1, a versão normal e “lenta” de “We’ve Got To Try” também ganhou um clipe oficial no canal oficial do The Chemical Brothers, cuja trama acompanha os esforços de uma garota para transformar seu cachorro em um piloto de Fórmula 1 – uma premissa que dá espaço pra vários momentos bizarros. Veja abaixo.

De acordo com Dan Norris e Ray Shaughnessy, diretores criativos da Wieden & Kennedy, a ideia do projeto partiu do fato da Fórmula 1 estar celebrando este ano sua milésima corrida: “Com a grande ambição da F1 em trazer mais gente para o esporte, nós usamos a temporada 2019 da corrida n° 1000 para trazer à vida tanto a história quanto o futuro da F1” escrevem os publicitários no anúncio do projeto, onde também acrescentam que a música do The Chemical Brothers dá voz ao “combo matador de esforço humano e precisão de engenharia” do campeonato.

Fonte: B9

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.