E mais: novo da série ‘AuthenticGames’ faz bonito e fecha na 3ª posição da categoria Ficção da lista que apura os livros de autores nacionais mais no Brasil

A décima Lista Nielsen PublishNews de 2018 dá as boas-vindas ao rapper Emicida, que emplacou Amoras (Companhia das Letrinhas), o seu primeiro livro infantil na lista que apura os livros de autores nacionais mais vendidos em livrarias, supermercados e lojas de autoatendimento de todo o Brasil. O livro ilustrado por Aldo Fabrini aparece na posição de número 15 da categoria Ficção.

Marco Túlio emplacou quatro títulos na Lista Nielsen PublishNews | © Divulgação

Ainda em Ficção, chama a atenção o novo livro da franquia AuthenticGames, do menino Marco Túlio. Figurinha repetida na Lista Nielsen PublishNews, Marco Túlio lançou AuthenticGames – Namorada perfeita (Astral Cultural), que conquistou a posição de número três. Bom lembrar que o nome do garoto aparece outras quatro vezes na lista.

Não Ficção foi a categoria com mais estreantes. Cinco no total. O imbecil coletivo (Record), de Olavo de Carvalho, conquistou a posição de número 7. Crença inabalável (Buzz), do CEO da Hinode, ficou na 11ª; Se não eu, quem vai fazer você feliz? (Paralela / Grupo Companhia das Letras), de Graziela Gonçalves, ex-mulher do músico Chorão, na 12ª; Você acredita em amor à primeira vista (Outro Planeta / Planeta), de Fabi Santina, em 14º e Zé Dirceu (Geração), do ex-ministro José Dirceu, completa o time de estreantes ocupando o 16º lugar da lista.

A Sextante lidera o Ranking das Editoras, com seis títulos. Astral Cultural e Gente dividem a prata, com quatro títulos cada. O bronze ficou com Ediouro, Globo, Melhoramentos e Planeta que emplacaram três títulos cada. Autêntica (2), Grupo Editorial Record (2), Somos (2), Buzz (1), Girassol (1), L&PM (1), LeYa (1), Panini (1), Rocco (1), Sesi SP (1) e Vozes (1) também pontuaram na lista.

Fonte: Publish News

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.