O presidente do Senado, Eunício Oliveira, disse não acreditar que a reforma da Previdência será votada ainda neste ano. Ele avalia que mudanças que impactam na vida da população devem ser propostas pelo novo presidente da República, que as submeterá ao Congresso Nacional. A senadora Ana Amélia (PP-RS) pondera que os atuais senadores e deputados não teriam legitimidade para aprovar mudanças polêmicas.

Mais informações com a repórter Hérica Christian, da Rádio Senado.

Fonte: Senado Federal

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.