A Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) aprovou nesta quarta-feira (11) a indicação de José da Silva Tiago, para exercer o cargo de diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). A MSF 65/2018, encaminhada pela Presidência da República, segue com urgência para análise do Plenário.

Durante a sabatina, José da Silva Tiago, que é servidor de carreira do Dnit, se comprometeu a trabalhar para resolver pendências na liberação de obras de recuperação e asfaltamento de rodovias como a BR-319, que liga Porto Velho a Manaus.

— É um compromisso que fazemos aqui. A BR-319 não é só do Norte, do Centro-Oeste, é do Brasil. Temos que lutar pela efetivação dessa pavimentação — afirmou.

A promessa veio depois que o presidente da CI, senador Eduardo Braga (MDB-AM), e outros senadores como Acir Gurgacz (PDT-RO) classificarem como estarrecedoras as informações prestadas por técnicos do governo federal em audiência nesta terça-feira (10) sobre a série de equívocos e falhas envolvendo o licenciamento para recuperação da rodovia.

Representantes do Ibama e da Funai informaram que inexistem contratos, entre os anos de 2008 e 2013, para estudo do impacto ambiental e indígena das obras que necessitam ser realizadas na BR-319.

— O que me deixou indignado ontem foi que depois de 8 anos de mandato tomei conhecimento de um documento oficial do governo [segundo o qual] a BR-319 se encontra sem estudo ambiental desde 2009. Todos estes anos eu, Acir e outros senadores sempre questionamos os ministros e diretores do Dnit e a história sempre era que estavam apresentando estudos complementares ao Ibama — criticou Braga.

Os senadores também cobraram conclusões de obras em outras rodovias como a BR-230, a BR-364 e a BR-226, e pediram mais investimentos em transporte aquaviário.  José da Silva Tiago prometeu empenho na função.

— Se o Senado caminhar junto conosco nesses pleitos temos certeza que o sucesso será muito mais rápido do que se o Dnit caminhar sozinho — disse o indicado.

Perfil

José da Silva Tiago é engenheiro civil, graduado pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) em 1974. Tem mais de 40 anos de experiência na área rodoviária. Ingressou em 1974 no antigo Departamento Nacional de Estradas de Rodagem (DNER), atual Dnit, onde exerceu diversos cargos vinculados ao 11º distrito rodoviário federal, no estado de Mato Grosso, chegando a ocupar a chefia daquela unidade.

Entre 1987 e 1989, foi diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem do estado do Mato Grosso e em 2003, passou a atuar em Brasília, na sede do Dnit. Desde 2009, ocupa o cargo de superintendente regional do Dnit no Paraná.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Fonte: Senado Federal

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.