14 de maio de 2018 – 16h39

Nesta segunda-feira, 14, a Lush, empresa de cosméticos briância que milita contra o teste de produtos em animais, anunciou que encerrará suas atividades no Brasil em 20 de junho. Em comunicado publicado em seu site e redes sociais, a empresa declarou dificuldades frente ao momento político e econômico no País. Esta é a segunda vez que a empresa anuncia sua saída do Brasil. A primeira vez foi em 2007, depois de operar por oito anos. A segunda empreitada da Lush foi em 2014 com o objetivo de abrir 30 unidades. Atualmente a empresa tem cinco lojas no estado de São Paulo.

 

Spa da Lush, no Jardins, é o primeiro na América Latina (crédito: reprodução)

O Brasil é um mercado muito difícil para a operação de uma marca britânica. Apesar do crescente aumento de vendas, a alta carga tributária e a prolongada recessão econômica, somados a instabilidade política, tornou impossível à Lush continuar investindo e lucrar no país”, disse Roberta Stamatis, que atua na área de gerenciamento de projetos, na publicação.

Ainda assim, segundo a executiva, a Lush continuará atuando em parceria com o Brasil na aquisição de produtos de comunidades locais, como o cumaru e o mel orgânico, e através de programas de apoio como o Lush Spring Prize, fundo anual que dá £ 200.000 à projetos que atuam em prol da regeneração ambiental e social. “Aguardamos ansiosamente para desenvolver relacionamentos com inúmeras comunidades locais e projetos que focam suas atividades em regenerar a terra, sociedades e economia”, destaca outro ponto do comunicado.

 

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”

Fonte: Meio e Mensagem

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.