Concorrência pública está marcada para 18 de abril, no Ministério do Planejamento, em Brasília


publicado
04/04/2018 20h52,


última modificação
04/04/2018 20h52

É grande o número de interessados nos imóveis anunciados para comercialização pela Secretaria do Patrimônio da União (SPU) do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MP). Desde o último dia 15 de março, quando foi lançado o edital com as regras de alienação de 28 imóveis públicos de propriedade da União, o site http://www.imoveis.planejamento.gov.br/ recebeu 3.183 visitantes. A página na web, com a lista de todos os imóveis, fotos e informações detalhadas sobre cada um deles, obteve mais de 23 mil visualizações.

Os imóveis oferecidos são 14 apartamentos na Asa Norte e sete na Asa Sul. Possuem áreas que variam de 84,73 metros quadrados a 169,03 metros quadrados, a preços entre R$ 592 mil e R$ 1,386 milhão. Também estão à venda seis terrenos no Lago Sul, com áreas que variam de 540 metros quadrados a 800 metros quadrados e valores de R$ 1,280 milhão a R$ 2,120 milhões. Há, ainda, um terreno na quadra 33 do Guará II, no Setor Residencial, Indústria e Abastecimento (SRIA). O lote tem 2,7 mil metros quadrados com preço mínimo de R$ 7,391 milhões.

Os interessados poderão conhecer os imóveis pessoalmente até o dia 17 de abril, das 9h às 17h, sempre durante a semana. As visitas devem ser agendadas pelo telefone (61) 2020-1904 ou pelo e-mail vendaspu@planejamento.gov.br

Aquisição por concorrência pública

Os 28 imóveis da União serão licitados por meio de concorrência pública. O procedimento será realizado no próximo dia 18 de abril, com início às 14h, no auditório térreo do Bloco K do Ministério do Planejamento, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. Os interessados deverão apresentar uma proposta por imóvel. A proposta vencedora será a de maior valor, que deve ser igual ou superior ao preço mínimo definido no edital.

Para participar, será obrigatório o recolhimento de caução no valor correspondente a 5% do preço mínimo do imóvel antes da apresentação da proposta. Esse montante será devolvido aos interessados que não tiverem sua proposta escolhida. No dia da concorrência, os interessados devem apresentar a documentação exigida, comprovante de pagamento de caução e a proposta pelo imóvel pretendido, de acordo com as regras contidas no edital.

O pagamento do valor do imóvel é feito à vista, com recursos próprios ou por meio de financiamento imobiliário do comprador.

Fonte: Governo Federal

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.

​Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Central da Pauta.